Jornal do Teletube – 2ª edição

24 junho, 2010

Você pode tirar a roça de dentro do homem… Parte 1

20 setembro, 2008

Existe uma expressão (se não existia, agora existe) que diz: “você pode até tirar o homem de dentro da roça, mas nunca vai tirar a roça de dentro do homem”. Tá certo que a mesma vem carregada de um certo preconceito, um elitismo inexistente e até uma sensação de auto-afirmação. Mas há sua parte coerente.

Não tirar a roça de dentro do homem serve até pra quem nunca pisou numa fazenda. Refere-se a “ninguém é ignorante por falta de oportunidade ou capacidade, é por opção mesmo”. Claro que existem injustiças, pois, tipos e variações de ignorância são mais abundantes do que aids no baile funk proibidão.

Expressões típicas do figura:

-Na medicina:

Eu evito ao máximo ir em médico, a gente só vai lá pra descobrir doença. Minha avó NUNCA foi num médico e até hoje tem uma saúde de ferro”.

Remédio pra quê? Isso é máfia dos fabricantes, a gente não precisa de remédio, o nosso corpo já nasceu preparado pra se defender das coisas que nos atacam. Fora que o corpo fica mal-acostumado e sempre vai precisar de cada vez mais.”

Nossa, que remédio caro, vamo ali na benzedeira (ou curandeiro) que ela resolve isso, é tiro e queda!” (também pode ser um chazinho que vai coisas como casca de ovo, casca de mamão, casca de ferida, talo de couve, babosa, ovo, e tudo mais que sobrar na xepa).

Minha vó morreu do nada, não dá pra entender, era tão jovem…”

-Na gastronomia:

Hmm, eu trocaria esse sushi (ou salmão, ou carpaccio, ou salaminho, ou pizza, ou lazanha, ou um belo carneiro assado, ou massa) caro aí por um pratão de carne bem gordurosa, uma almôndega ou uma galinhada, nossa senhora, não tem coisa melhor que isso. Esse povo só quer ganhar dinheiro inventando essas comidas aí que não tem gosto nenhum, eu gosto é de gordura e muito tempeiro!”

Não come manga com leite, dá revertério no estamo”

Hmm cerveja pode ser de qualquer marca, eu gosto da mais gelada”

Frango tem que comer é com a mão, sujando os dedos tudo, senão não tem graça”

Tô passando mal.”

-Com crianças

Ai, deixa o menino andar descalço, brincar com areia, com terra, comer as coisas sujas mesmo, é bom que cria anticorpos”

Nossa, o médico falou pra não comer nada sólido até os 6 meses? Larga de ser boba, menina, pode dar uma carninha macia pra ele agora com 2 meses, esses médicos não sabem o que é ser mãe, não”

Menino saudável é menino gordo”

Seu filho tá gordo hein, cuidado”

Meu filho morreu.”

-Com carros:

Por isso que eu quero ter um Fusca. Fusca qualquer um sabe consertar. Já esses carros enjoados aí…”

Carro antigamente era forte, hoje em dia é tudo de plástico”

É bom dar umas aceleradas bem fortes pra AMACIAR o motor, senão ele nunca vai correr”

Meu motor fundiu.”

Aguardem a parte 2. Bom final de semana.


%d blogueiros gostam disto: