SALVE SALVE NOSSOS GUERREIROS DESSA NAVE LOUCA CHAMADA TELETUBE

13 janeiro, 2010

pois é o ano Z0I0 (2010 estilizado kkk) tá ai e ja temos uma nova edicao do BBB10 e tenho que confessar sempre quis ser um BROTHER

passar 3 meses pegando mulheres gostosas ~ sem trabalhar e ainda balangar o pau pras camera kkkkk eu ia faze isso to nem ai (BOLINHO ME PROCESSE – ENGRAVIDEI SUA NETA) e ainda por cima sair montado na grana 1.000.000.000 de reais eu pegaria muitas gatas e seria mais rico que bill gates – mas com certeza com essa grana eu perderia todos os meus amigos? a grana ou a galera?

MINHAS EX (BBB)

tipow imagie o mundo expandindo mais e mais e o olho humano naum consegue inxerrga pois o propio universso os tampa..

assisto os big brother desde o primeiro e dai? odeio quem diz ‘ai pq bbb é futil’ ah ta bom e ver um filme de uns indio azul que trepam com o cabelo é discovery channel total né? faça1000favor
por isso vou apresentar TODOS os broters guerreiros de TODAS as edições desta casa maluca = vamo da uma espiadinha?

MAX PAYNE

Depois de se maximizar e comer isso ele fica puto da cara e sai pelas ruas de nova york, mais fria que o coracao do diabo, buscando por vingança e dar o ultimo tiro, o ponto de exclamação.

ROGERIO COVEIRO DRAGONE
Era tipo um coveiro de minas gerais eu acho que se apaixonou pelo moicano e posou pra playboy

coveiro

cuidado q ele vai te enterra hei kkkkkkk

SABRINA SATO

gostosa alem de linda 100 palavras mas pena que ficou com o domini e eu tinha ciumes (eu tinha so 15 anos) =( mas mesmo assim comia esse sushi na boa kkkkk JAPA GIRLS ME ADD

oi :3

esta imagem nao tem nada a ver com o post gente mas e que eu fiquei rindo meia hora kkkkkkkkkkkk

ELAINE

eeeee

era uma cabelelera da equipe lua e emagreceu uns 80 kilo (pra onde vai a gordura?) la na praia dos anjos

DOUGLAS ANTUNES

este nao e douglas antunes e uma pessoa qualquer

OS PROBLEMAS NA CASA
uma das coisas que as pessoas mais sofrem no confinamento do big brother e o fato de estarem sendo espionadas por dezenas de pessoas em todo o lugar do brasil alem da falta de sexo (q poderia ser resolvido facilmente com uma puhetinha mas as camaras impedem as pessoas de fazer isso pois elas ficam acanhadas) as provas de resistencia que forcam o limite maximo entre o equilibrio do mental e do fisico das pessoas e claro ficar longe da familha

FANI SE MASTURBANDO NO BANHERO EKEKEK na sala

MORAL DA HISTORIA =PIOR POST DO TELETUBE

PEGA NO MEU BIAL


Depois o bobo sou eu

18 julho, 2008

Eu já tive uma vida normal. Trabalhava, estudava, enfim. Não que isso seja inatingível pra mim nos dias de hoje. Só parece meio fora do meu alcance, por enquanto.

Mas não era disso que eu queria falar. Fiz estágio no Sebrae aqui em Caldas Novas por 2 anos, sendo 1 ano em meio período e mais 1 ano em período integral. Eu era até bonzinho na coisa, de verdade.

O Sebrae é uma instituição-coringa, pois não tem uma função, só, específica. Há os cursos, eventos, oficinas, viabilização de financiamento e muito mais. Mas uma das atividades principais do mesmo, sem dúvida é a consultoria. Eu, como estagiário somente, nisso, fazia pré-agendamentos de consultorias e pré-atendimento, como pesquisa de material referente ao assunto, levantamento de dados para, posteriormente, o consultor poder fazer um trabalho legal. Seria como eu cruzar a bola pro consultor ir lá e marcar um golaço.

Nessas tais consultorias, você via todo tipo de gente querendo montar todo tipo de coisa. De produtora de filme pornô a fábrica de suporte de cotonete. Por isso, devemos estar preparados pra todo tipo de situação, como:

Situação 1:

– Bom dia, em que posso ajudá-la? (a uma senhora de aproximadamente 70 anos, acompanhada de uma jovem, provavelmente sua neta)

– Hum, eu queria saber o que o Sebrae faz.

Explico detalhadamente sobre o atendimento ao empreendedor e todo aquele discurso empresarial. E pergunto o que ela estaria precisando no momento. E ela diz:

– Ah, é o seguinte, moço, minha neta é muito inteligente, sabe, e dá pra ver que ela é muito bonita, né? Muito esperta, talentosa, tem muito futuro.

– Que bom, tomara que realmente tenha, e no que o Sebrae poderia ajudá-la?

– Então, eu queria que você fizesse incrição dela praquele programa, como que chama? BIG BROTHER BRASIL! Esse mesmo.

Com cara de espanto: – Senhora, não posso te ajudar, pois isso não é atribuição do Sebrae, sugiro que ela vá a uma lan-house e faça a inscrição por lá.

– Meu filho, isso aqui serve pra que? Me diz? Se vocês não sabem nem fazer uma inscrição pro Big Brother, como que atende às empresas?

Pacientemente, para não enfiar uma bifa numa senhora de 70 anos, respondo: – Me desculpe, mas não posso lhe ajudar, mesmo. O gerente não está e não volta hoje, e nem poderá lhe atender.

– Isso é um absurdo, me passa o telefone da ouvidoria do Sebrae pra eu contar que tem um rapaz incompetente e mal-educado aqui.

– Ok, o telefone é xxx-xxxx

– Pode deixar que logo você vai receber uma bronca de seus superiores. Vou no Senac, pra ver se encontro alguém com mais competência por lá.

Registro de atendimento: A Sr. Fulana de tal, demandou uma consultoria com a finalidade de saber informações referentes a inscrição para a neta de 8 anos para o Big Brother Brasil. Não havendo sentido no atendimento, foi informada de que não obteria nenhuma informação do Sebrae. A mesma encaminhará uma reclamação pelo meu mau atendimento. Caldas Novas, xx de xx de 2007.

——————-

Situação 2:

Entra uma  senhora de aproximadamente 30 anos, bem-vestida, falando em bom português formal e claramente:

– Bom dia, sou candidata a empreendedora e gostaria de viabilizar um negócio na cidade de Caldas Novas. Gostaria, por favor, de agendar um atendimento para mim.

– Pois não, sente-se aqui, que a gente pode ter uma conversa inicial para eu anotar alguns dados a serem repassados para o consultor.

– Não queria falar com ninguém além do consultor, é muito confidencial.

– Mas eu garanto que as informações dadas a mim, serão enviadas exclusivamente ao consultor, será melhor se ele já tiver informações.

– Hmm, ok. Mas não quero que o atendimento seja aqui. Podemos ir até outra sala, para conversarmos com mais privacidade?

– Tudo bem, vamos para a sala de consultoria.

Vamos para a sala de consultoria normalmente. Ela começa a me mostrar todos os cursos que já fez: Superior em Administração, 3 pós-graduações. Enfim, o currículo da mulher era muito bom. Coisa boa ia sair dali, certeza.

– Mas então, como estava lhe falando, eu tenho um projeto de empresa aqui em Caldas Novas.

– Certo, e qual seria o ramo?

– Ah, de transportes.

– Transportadora? Vans escolares?

– Não, eu quero montar uma NAVE ESPACIAL.

Eu, com o olhar pasmo, ainda tento entender direito, se era sério ou se era brincadeira: – Uma nave espacial?

– Sim, uma nave espacial. Entende agora por que eu não quero que ninguém saiba? As pessoas podem roubar meu projeto.

– Tá, mas você teria esse dinheiro pra poder montar uma nave espacial? (lembrando da NASA, que gasta BILHÕES no desenvolvimento dessas naves, e ainda pasmo)

– Ahh eu tenho um Monza e uma Kitinete aqui na cidade, acho que dá pra começar, né?

– Hammm, talvez, talvez. Pra falar a verdade não entendo muito dessas coisas. (querendo ouvir mais e mais sobre isso, segurando o riso)

– Poisé! Eu tenho o projeto todo pronto! Eu vou ser a astronauta, o Sebrae oferece curso de astronauta? Mas tem que ser rápido!

– Olha, penso que não, e dificilmente você encontrará isso na região.

– Não tem problema! A gente vai aprendendo né? Nem deve ser difícil. Então, eu tava pensando em fazer uma nave e ir até Marte, quem sabe Vênus! Porque na lua já foram, né, nem vai fazer diferença mesmo!

– Claro, claro, Marte me parece interessante. (Aprendi a segurar o riso e ainda por cima dar asa pra cobra. Por isso, segui perguntando até ver onde isso ia dar) Mas você pretende vender mais naves pra outras pessoas?

– Sim, minha nave vai ser um sucesso! Vou começar a vender pra todo mundo.

– E você pretende vender essas naves pra que público?

– Ahhh pra poder comprar minha nave vai ter que ser bem rico né? Acho que só pra aquele povo dos Estados Unidos ou Europa mesmo né? Du-vi-do que algum brasileiro vai ter dinheiro pra isso.

– É, eu também duvido.

– Você é bem atencioso, quando eu fizer a nave, você podia fazer um teste pra ver se podia dirigir minha nave, o que acha?

– Acho legal, fico lisongeado, muito obrigado mesmo! Vou enviar meu currículo pra você.

– Tá bom. Então, que dia posso falar com o consultor?

– Olha, semana que vem ele pode falar com você, vou agendar e te ligo, pode ser?

– Pra mim tá ótimo, mas pelo amor de deus, não vai contar minha idéia pra ninguém, senão vão roubá-la de mim, né?

– Claro, fique tranquila. Suas informações são extremamente confidenciais.

– Então tá, obrigado e bom dia!

Logicamente não marquei nenhuma consultoria. Eis que duas semanas depois, me ligam de Goiânia, dizendo que receberam uma reclamação referente ao meu atendimento. Que eu teria esquecido de marcar uma consultoria, com o nome dela. Pediram pra eu mandar um e-mail com a justificativa para o Setor de Atendimento, com cópia para o Setor de Pessoal, Diretoria e para a pessoa reclamante. Mandei o resumo do atendimento, e foi suficiente:

A senhora Fulana de Tal, possui curso superior e 3 pós-graduações. Ela demanda informações referentes à construção de uma NAVE ESPACIAL. Solicito que me digam o que fazer, pois creio que a mesma possui algum problema mental. Caldas Novas, xx de março de 2007.


%d blogueiros gostam disto: