Botequeiros, o paraíso existe: Belo Horizonte, o retorno

E aí, galerinha sadia? Tudo bem com vocês, moçada? Voltei das minhas férias de BH e agora vou postar mais por aqui. Preparem-se para um blog mais cool, antenado e cheio de gueri-gueri.

Pra começar, como vocês sabem bem em posts anteriores, sou um exímio conhecedor em comidas de botecos. Como estava na meca da botecagem – ” se não tem mar, vamos pro bar” como diriam os mineiros – posto aqui as TOP 10 comidas de boteco degustados por mim nesta minha última viagem à Minas Gerais. Fica aqui o convite a quem for para BH e as opiniões contidas aqui são todas minhas. Se não concordarem, mandem-me tomar no cu nos comentários. A saber:

10 – Torresmo – Bar do Antônio (Pé-de-cana)

dsc003481

Em roma, faça como os romanos. Portanto, nada melhor do que provar um típico torresmo mineiro. Da última vez que fui ao Bar do Antônio, também chamado de pé-de-cana, o torresmo estava uma delícia – pururuca crocante, uma capa de gordura razoável e com uma camada tenra e fresca de carne. Contudo, nesta última vez, o torresmo decepcionou. O torresmo havia fritado demais e ele estava todo ressecado, com a carne esfarelando e com um leve gosto de queimado. Dos males, o menor: a cerveja do lugar é gelada pra caralho.

9  – Frango Mafioso – Chef Túlio International Butikin

dsc003363

O bar do Chef Túlio é muito interessante. Fica em uma pracinha numa ponta de esquina. O boteco toma toda a praça formando um ambiente bem agradável, o contrário do que ocorre dentro do próprio bar, que é um muquifo. Túlio, o dono, é chef de cozinha e faz um cardápio interessante, incorporando elementos de alta gastronomia na culinária mineira. O prato que escolhemos, o Frango Mafioso, parecisa ser interessante, mas não agradou. O prato é formado por iscas de frangos e linguiça calabresa mergulhadas em um molho de vinho branco e especiarias, acompanhados de um pão de milho que esqueci o nome. A decepção: o o frango não incorporou os sabores do molho, que era uma delícia! A linguiça, que tinha seu próprio tempero quando foi feita, nunca iria incorporar o gosto do molho, que tinha uma composição mais delicada. A impressão que deu foi que o frango, a linguiça e o molho foram preparados em separado e depois incorporados. O que salvou foi o pão de milho, que era muito bom e ficava melhor ainda quando embebido no molho. O prato combinava muito bem com cerveja.

8 – Tropeiro – Bar do Antônio (Pé-de-cana)

dsc003471

Não satisfeito com o torresmo do Pé-de-cana, pedimos o tropeiro. Apesar de estar bem gostoso, o tropeiro estava um pouco seco. Sei lá, não tenho muito o que dizer dele. Mesmo assim, foi uma boa refeição.

7 – Jiló empanado – Silvio’s Bar

dsc003452

O Silvio’s Bar é um lugar bem interessante. Fica na puta que pariu, mas tem cardápio bom e cerveja gelada. Chegue cedo porque não tem lugar pra muita gente e ele é bem disputado. O prato pedido, o Jiló, é uma fatia grossa deste legume empanado com uma camada bem generosa de provolone e mergulhado no óleo quente, creio eu. É um prato para quem não gosta de jiló, pois ele perde o amargor e o provolone tostado ajuda a mascarar o gosto. Pra mim, que gosto, ficou a desejar. Além disso, o prato torna-se enjoativo quando se aproxima do fim devido ao gosto do queijo queimado, que está em demasia. O sal do provolone chama mais cerveja e é um convite ao porre. Se não gosta de jiló, passe lá pra provar!

6 – Costelinha de porco com ora-pro-nobis – Ao Pé do Jatobá

dsc00350

O restaurante Ao Pé do Jatobá não fica em Belo Horizonte, mas fui lá em um passeio na Serra do Rola Moça. O lugar é ótimo – comida feita na hora e com uma vista linda da serra. A preparação do prato leva quase uma hora para ser feito, o que favorece a conversa, a contemplação e a bebedeira. Para quem não conhece, o ora-pro-nobis é uma folha que dá no mato, sem nenhum cuidado. Tem gosto bem característico e baba quase igual quiabo. Quando junta com a costelinha de porco, fica bom demais.  Tudo estava aparentemente muito bem preparado e bem gostoso, mas horas depois, a ressaca – uma azia, arrotos de costelinha com ora-pro-nobis e, como diria Gil Brother, uma peidarada danada. Mas foi só isso, nada que levasse ao hospital. Mesmo assim, recomendo.

5 – Tropeiro – Silvio’s Bar

dsc003461

Mais um tropeiro pra lista. Este estava melhor que o do Pé-de-cana. O feijão estava com um gosto mais suave, o ovo estava despedaçado no meio da comida e havia bastante linguiça e bisteca. Ele também estava bem molhadinho e não pesou tanto no estômago. Boa pedida pra comer à noite, antes de dormir.

4 – Jiló acebolado na chapa – Rei do Torresmo

dsc003441

Esse é para os vegetarianos. Fazendo-se justiça, não só de gordura e comida pesada os mineiros vivem a botecagem mineira. Este boteco fica dentro do mercado municipal de BH e, como os outros de lá, é bem peculiar: a bebedeira é em pé, acotovelando-se com outras pessoas dentro de um cercado e dividindo-se um mesmo balcão de – sei lá – uns 3 metros de comprimento. Não é um lugar para assuntos íntimos, pois todos vão ouvir a conversa alheia devido ao aperto. Se você estiver sozinho, não tem problema! Algum cara vai puxar assunto contigo ou lhe convidar a entrar na roda de conversa, que sempre é boa e fica melhor conforme você fica bêbado. Embora o balcão seja pequeno e raso, ninguém confunde a cerveja nem o copo de ninguém e a vida segue assim mesmo, simples. Do outro lado do balcão fica o “garçom” – um sujeito que te chama de primo, cobra, serve cervejas, prepara porções xinga os carregadores que passam por ali com mercadorias. O jiló, assim como quase todos os outros tira-gostos que o bar prepara é feito em um único lugar, na chapa. Chouriço, queijo, torresmo, fígado, lombo e outras coisas são preparadas na mesma superfície, sendo que os únicos instrumentos que limpam a mesma são óleo de soja e espátula. Daí o segredo: nem precisa colocar sal no jiló, ele já vem temperado com o gosto de todos os outros ingredientes que os clientes pediram há, digamos, alguns anos atrás. Ainda assim, ele vem bem amargo, com textura e temperatura exatos. A cerveja até fica doce depois de dar uma mordida nessa iguaria. Bom pra caralho!

3 – Minas Lusitana – Bar do Zezé

dsc003381

Quem já viu o post anterior sobre os botecos mineiros sabe do meu amor incondicional pelo Seu Zezé. É uma pena que eu já tenha padrinho, senão ia lá pedir bença todo dia. Este prato, que eu comi mas não comentei na última vez, é um bolinho bem amarelinho de bacalhau e milho. Tem pouco bacalhau, é verdade, mas está na quantidade exata e harmoniza muito bem com o milho, que tira o salgado do peixe e dá um toque adocicado ao quitute. Como acompanhamento, é servido um copinho com geléia de jabuticaba. A combinação é perfeita, digna de esfregar na cara de tão boa, como diria alguns mineiros. Embora seja tudo doce, a combinação com a cerveja também é ótima.

2 – Torresmo – Rei do Torresmo

dsc003431

Um lugar que se chama “Rei do Torresmo” só poderia ter um torresmo bom pra caralho. Além do jiló, provei esta primazia no mesmo lugar. Logo atrás do balcão ficam as peças inteiras de torresmo, já fritas. Você escolhe qual você quer (pururuca crocante ou não, mais o menos gordura ou carne, etc), ele despedaça e esquenta chapa e serve. Ao contrário do torresmo do Bar do Antônio, este estava muito bom. A pururuca crocante, carne macia e suculenta e a gordura também na quantidade certa. É verdade que alguns pedaços eram apenas pura pururuca e gordura, mas ainda assim não estavam esfarelando e valiam a pena ser comidos.

1 – Trupico Mineiro – Bar do Zezé

dsc003372

Medalha de ouro pro Zezé! Este prato, servido numa cumbiquinha de barro, é simplesmente incrível! Ele consiste em feijão jalo, pé de porco, costelinha, linguiça, torresmo e mostarda, que é uma verdura e não aquele bagulho que o pessoal põe no hotdog. Nesta viagem não teve nada mais gostoso nem nada capaz de acompanhar melhor a cerveja que essa combinação simples e deliciosa. Não é a toa que foi o prato campeão (se não me engado) do festival Comida di Buteco em um ano que não lembro! O torresmo que acompanha o prato não é dos melhores, mas quando mergulhado e amolecido no feijão, fica ótimo. Não deixem de provar!

.

Quer tirar a prova? Segue então os endereços para estes e outros tira-gostos:

Botecografia:

Bar do Zezé
Rua Pinheiro Chagas, 406 – Barreiro de Baixo
Belo Horizonte – MG
Tel: (31) 3384 2444

Rei do Torresmo
Av. Augusto de Lima, 744, lj. 166 – Mercado Central – Centro – Belo Horizonte.

Silvio’s Bar
Rua Begônia , 199 – Esplanada – Belo Horizonte – MG
Telefone: (31) 3482-3001

Restaurante Ao Pé do Jatobá
Rua do Jatobá s/n – Distrito de Casa Branca – Brumadinho – MG
Tel:(31) 3575-3252

Bar do Antônio (Pé-de-cana)
Rua Flórida, 15 – Sion – Belo Horizonte, MG
Tel: (31) 3221-2099

Chef Túlio International Butikin
Praça Estevão Lunardi, 23 – Horto – Belo Horizonte – MG
Tel: (31) 3481-7724

ATENÇÃO DONOS DE BOTECO: Se você leu este post e tem um prato bem interessante que seu estabelecimento prepara e quer uma análise totalmente pessoal e parcial dele neste blog, basta mandar email pra filhodevo(arroba)gmail(ponto)com. Se for na Grande São Paulo e interior próximo, eu mesmo vou e analiso ele depois. Se for em outras cidades e estados, recrutarei candidatos – há sempre alguém disposto a ajudar. Não se trata de jabá nem de favorecimento! Eu vou, peço o prato e a bebida, pago a conta e vou embora sem me identificar nem tentar armar uma pindureta igual o Mussum. Somente pelo prazer ao colesterol.

Anúncios

46 Responses to Botequeiros, o paraíso existe: Belo Horizonte, o retorno

  1. lodz disse:

    nemli mta coisa~~
    mas acho q

    Curtir

  2. Logan disse:

    quase vomito! hauuahua

    Curtir

  3. Filho de Vó disse:

    Cês são tudo viadinho! Geração batata-frita e ovomaltino!

    Curtir

  4. Ruan disse:

    Muito boa a sua iniciativa filho de vo 😀
    todo mundo sempre ouve falar de Sao Paulo e Rio, mas Belo Horizonte sempre eh esquecida
    e nada como uma boa propaganda positiva pra cidade
    🙂

    Curtir

  5. Lilly disse:

    meeu c passou quantos dias la? o.O
    tu cumeu, hein?!
    aoasjdoiajdiaodjisao
    :p

    Curtir

  6. Lilly disse:

    aah e quando eu li o post eu jurava que era “Boqueteiros, o paraiso existe”

    Curtir

  7. Filho da Mãe disse:

    Filho de Vó, o nome Beren Erchamion lhe parece familiar?

    Curtir

  8. theo disse:

    aah e quando eu li o post eu jurava que era “Boqueteiros, o paraiso existe” [2]
    MAS NAO FOI POR ISSO QUE EU LI

    Curtir

  9. marcel disse:

    humor, onde esta

    Curtir

  10. marcel disse:

    É BRINKS HEM GALERA NAO VEM ME COMER O RABVO DEPOSI

    Curtir

  11. yago disse:

    merda li boqueteiros denovo eiuahuiaheui, pensei que ia ser mais um post ilario do kone :]

    Curtir

  12. Juliana disse:

    você engordou quanto?

    Curtir

  13. CàH disse:

    N gostei do post asin me *88( BROÇHA*999*

    ond sta o umor meldels, e ese coitado vai morrer com todas as veias do corpo entupidas, beigos.

    Curtir

  14. CàH disse:

    AHHHH, aí que ta o umor8 DD

    humr negro o filio da vo vai morer de hipertensoa EAEaeAEaEAe
    s

    Curtir

  15. Danilo Miranda disse:

    Alguns perguntam onde está o humor, eu digo onde ele NÃO está: nesses comentários ridículos tentando escrever errado, fazendo com que quem escreveu pareça um emo em um momento de felicidade.

    Curtir

  16. Chicão disse:

    po,pela segunda vez eu li ‘boqueteiros,o paraíso existe’.

    Curtir

  17. hu disse:

    brincando com a mente alheia pela segunda vez nesses títulos, ô, filho de vó! (vou me tratar?)

    Curtir

  18. fael disse:

    Fi, vem aqui em campinas qq dia dai a gente vai no Rei Do Joelho, lá tem

    Joelho de Porco pururuca especial do rei com salsichas brancas e vermelhas, chucrute, salada de batata, arroz e purê de maçã,

    e pra tomar tem a cerveja artesanal que é feita em Ribeirao Preto

    qq ashas??

    Curtir

  19. oie disse:

    kk depois de comer tudo isso e beber se foi correndo pro banheiro né

    Curtir

  20. Jonatas disse:

    tu deve se gordo pra kct

    Curtir

  21. jaqueline; disse:

    puta fome que deu.

    Ainda bem que eu moro em Bh né.

    Curtir

  22. Tá Almeida disse:

    Morar em BH é ótimo…
    E isso não quer dizer que vamos todos morrer com as artérias entupidas de colesterol.
    Só quem senta num buteco, ou não, adoro butecos onde se bebe em pé como no Mercado Central, e come um torresmo bem feito com uma cerveja bem gelada entende.
    Tá convidado pra ir no buteco do meu avô quando vier a BH tomar o melhor caldo de mandioca do mundo com um torresmo melhor ainda!
    Ah! Dizem q o jiló da vovó é ótimo tbm… Eu particularmente não gosto!
    Me avise por e-mail q eu mando o endereço!

    Curtir

  23. barbieQ disse:

    aah e quando eu li o post eu jurava que era “Boqueteiros, o paraiso existe” [217384698741236948127612487]

    Curtir

  24. jaqueline; disse:

    EI TÁ ME CONVIDA TB

    Curtir

  25. Marcelo Guerra disse:

    Eu amo o comida de buteco, na verdade eu adoro qualquer botequim mineiro… hahaha
    Me tornei meio Carioca meio Mineiro, estou adotando a cidade como minha.

    Curtir

  26. chin disse:

    O endereço seria legal também…

    Curtir

  27. chin disse:

    opa, acho que eu não vi lá embaixo, ignore meu comments.

    Curtir

  28. _raphaeL disse:

    quem gosta de fazer boquete ai eu tenho o tel de um carta q curte ser xupado ok

    Curtir

  29. Samara Teodoro disse:

    Muito bakana seu post, eu sou a rainha do mercado central, vou quase todo fim de semana, mas pasmem, eu tomei cerveja e comi jiló uma única vez, sou uma mineira bem fajuta, tenho que fazer um tour por aqui prá poder chamar meus amiguinhos cariocax, foi uma ótima pedida a sua viu.

    Tudo de bom

    Samara Teodoro

    Curtir

  30. Marcelo Guerra disse:

    Como assim Samara?
    Você vai quase toda a semana e não curte principais quitutes do local?
    Eu vou sempre que dá e sempre acho algo novo pra comprar… centenas de queijos e várias cachaças nota 10.
    E quanto ao nosso X nas palavras com S, é complicado se passar como mineiro em uma cidade que tem tantas ruas terminadas em S, tipo AmazonaS, CaetéS, TipunambáS e por aí vai…rsrsrs

    Belo post. O mais legal da comida mineira é que ela é bastante temperada e sempre tem uma pimentinha diabólica te esperando em cada buteco. Eu recomendo a todos, mas tem que gostar de comida de VERDADE. Geração Danoninho + Yakult creio que vá preferir Mc Donalds.

    Abraços!!!

    Curtir

  31. LL disse:

    BH TUDIBOM

    Curtir

  32. Vinicius Moraes disse:

    Sou Belo Horizontino criado em buteco. Ao contrário do que esses frangos aih criado com danoninho tão falando … achei coerente a lista, mas fazer um top10 com os botecos em BH eh injustiça , pois saum muuitos botecos excelentes, acho q os primeiros lugares deveriam ter ficado com a Feijoada do Bolão, e o fígado de boi com jiló do Mercado Central…

    abraçoss !

    Curtir

  33. hugo disse:

    Concordo com o vinicius, aqui em BH tem mais de um buteco por esquina (é sério), aconselho a quem vai vir para cá a dar uma olhada no site do comida di buteco: http://www.comidadibuteco.com.br/

    No mais, é isso mesmo, não dá para fazer um top 10, pois além dos tradicionais, tem aqueles lugares que só alguns conhecem, que tem aquela porção que só existe lá, e que não faz parte de nenhuma disputa, não está em nenhuma midia, mas todo mundo conhece do boca a boca…. o buteco do momento sempre muda (isso quando existe um que todo mundo considera “do momento”), e existem vários bairros considerados tradicionais…

    Além de butecos, tem também vários restaurantes fantásticos, aconselho a quem mora em BH, ou até quem pensa em visitar, tentar conseguir o guia veja de bares e restaurantes, ele sai uma vez por ano, com os melhores do ano, vale MUITO a pena.

    Abraços!!!!!

    Curtir

  34. Zelô disse:

    Bom, moro em BH e você foi a alguns bons butecos e outro nem tanto. Vou indicar alguns.

    Bar do Sílvio, você pediu tropeiro e realmente ele é o melhor de BH, disparado, mas lá também tem: sardinha frita, bolinho de bacalhau e bata frita com molho de carne de moída e queijo.

    Bar do Rocha, butequinho de bairro, fica perto do Colégio Magno no bairro Nova Floresta (Rua Caconde) . Um dos melhores torresmos de BH, moela fantástica e frango à passarinha maravilhoso. Não precisa nem pedir cerveja para o dono (Roberto ou Rocha, como preferirem, tire o casco da camisinha que ele já vê e trás outra gelada.

    Bar Floresta, Rua Machado com Ganhães no bairro Floresta. Maçã de peito com batatas, Chouriço, fígado acebolado com jiló (melhor que do mercado central) e farofa de andu (feijão verde do norte de MG), este último não sei se tem sempre, mas se der sorte…
    Cerveja sempre gelada.

    Buteco (não sei o nome, fica perto do serviço) Rua dos Guajajaras esquina de Juiz de Fora, frango à passarinha com alho frito, cerveja gelada.

    Morte lenta (buteco horroroso em frente ao ponto de ônibus na Augusto de Lima, entre Juiz de Fora e Tenente Brito Melo) O nome foi dado pelos amigos, pois o tira-gosto fica exposto na vitrine. Canjiquinha é o pedido e a cerveja é bem gelada. Mulher, esqueça. Sentar, só se for após as 19:00h e mesmo assim ao lado do ponto de ônibus, mas um amigo meu conseguiu o telefone de uma gatinha que esperava o ônibus.

    Amigos e Antigos, bairro Jaraguá, a costelinha com ora-pro-nóbis é a melhor de BH.

    Mercearia Aline, perto da PUC unidade São Gabriel, carne de panela, chouriço e costelinha são as pedidas, na Sexta-feira tem feijoada, para quem gosta, dobradinha é uma pedida. Dono, Seu Saulo, simpatissíssimo, se a turma for grande ele coloca mesas e cadeiras na garagem de sua casa.

    Bar do Martins, butecão sujo e mal-lavado, Rua Pouso Alegre esquina de Matias Barbosa (ao lado do posto do papai), torresmo fantástico e peito de frango cozido com urucum. Cerveja estupidamente gelada.

    Frango com ora-pro-nóbis na feira que acontece perto da Assembléia Legislativa (Rua Araguari) todas quartas-feiras.

    Tropeiro na feira da Savassi que acontece na Rua Tomé de Souza entre Pernambuco e Cristóvão Colombo (Segundo melhor).

    Bom, o Floresta e o Rocha não são bares conhecidos e os donos não aceitam participar do comida di buteco, alegam que vai prejudicar os assíduos frequentadores e que não tem estrutura para isso.

    Saudações cruzeirenses

    Curtir

  35. Daniel Paiva disse:

    Interessante você dizer que o bairro Esplanada fica na “puta que o pariu”, certamente vc deve morar na casa do caralho……….., não me leve a mal sabe porque? Esplanada até o centro da cidade não é mais que 4 minutos, e de onde vc mora até o centro da cidade de Belo Horizonte, são quantos kilômetros?
    Esplanada, um dos melhores bairros para se morar na capital dos mineiros.

    Curtir

  36. garfi disse:

    As comidas, com certeza, são deliciosas…pena que o mar fica no Espírito Santo e…a moqueca também…hé,hé. Sinto muito, mineiros.

    Curtir

  37. Filho de Vó disse:

    Galera, obrigado pelos comentários… vamos por partes.

    1 – Esse NÃO É um top 10 definitivo, é um ranking das últimas comidas apreciadas por mim, pois não moro em BH.

    2 – Desculpe dizer que o bairro Esplanada é longe. Não sou de BH e não estou familiarizado com as distâncias de lá. Apenas não me pareceu perto

    3 – Os bares e os pratos foram anotados com o maior carinho. Tenham certeza que da próxima vez estarei lá para provar tudo isso.

    Curtir

  38. smpd disse:

    QUE P**** É ESSA. É CUMIDA DE BEBUM? VÔ VUMITÁ AGHHH

    Curtir

  39. El Bisc8 disse:

    FIDEVO SÉRIO
    curto seus posts cada vez mais.
    nossa que vontade de bater aquele ovão frito ali meu kamaraten

    Curtir

  40. Cacá disse:

    Comida de buteco em São Paulo é pastel, hahahahahahaha. No Rio, eu nem sei o que eles comem lá. Mas aki em Minas a tradição dos butecos é tão grande que todo mundo adora ir a um boteco, começa cedo, com nossos pais, avós e tios nos levando pra comer as melhores comidas, torresmo, carne de panela, figado acebolado com jiló, churrasquinho, etc, mas tudo com o jeitinho mineiro. O festival “Comida di Buteco” em BH é tão bom que foi exportado para outras cidades, inclusive São Paulo, só que lá como eu disse não tem tradição, só pastel. Ficamos mais de 1 mês rodando pelos butacos de BH provando as comidas e votando nos melhores pratos, até chegar no encerramento, um festival que rola durante todo o fim de semana onde todos os butecos participantes se reunem em barracas e servem a melhor comida de buteco, e vem regado de muita cerveja gelada, cachaça, shows, raves, rock’n’roll, e muita, mas muita, muita, muita mesmo, mulheres maravilhosas, que depois de comer ficam a noite toda queimando as calorias dançando e se atracando com a gente! “Ê Trem Bão, sô!”

    Curtir

  41. Joao disse:

    BH sem sombra de dúvidas é a melhor cidade pra quem gosta de botecos. Como bom Belo Horizontino e apreciador de boteco, uma sugestão boa é o Chico do Churrasco. O bar é barato e tem um churrasco muito bom! Fica próximo ao shopping Del-Rei no bairro caiçara. Tente chegar mais cedo porque la fica lotado!

    Outra sugestao é o churrasquinho do manuel, tem em varios lugares de Belo Horizonte: Nas margens da lagoa da pampulha, Buritis e acho que tem um proximo do Aeroporto da Pampulha (mas sugiro o do bairro Buritis que é melhor frequentado). La nao tem nada que caracterize um boteco, é um bar bacana, o do Buritis costuma tem muita mulher bonita (principalmente sextas e sabados). Minha sugestao é a porcao de fritas com queijo chedar e bacon e uma garrafa de Original bem gelada! As sextas tem um pagode no buteco do lado, que fica cheio de mulher da faculdade Uni-BH.

    Curtir

  42. Lucas TwT disse:

    alguém mais passo o olho rápido e leu “BOQUETEIROS, o paraíso existe…”
    quase derrubei o pc da mesa, com horror de ver oq era :O

    Curtir

  43. bidu disse:

    kkkkkk
    tb li BOQUETEIROS
    fiquei indignado com tamanha viadagem

    Curtir

  44. Ricardo Louzada disse:

    Excelente reportagem. Os botecos são a cara de BH. Sugiro fazer a pesquisa também do Bar do Bolão, em Santa Tereza. O lugar é muito bom e o prato Rochedão é coisa de outro mundo. Parabéns

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: